quinta-feira, 29 de março de 2007

1786 que mais parece 2006

Trilha sonora do filme Maria Antonieta conquista revolucionários e deixa boquiabertos os mais conservadores


O século é XVIII. Mas as músicas são mais contemporâneas do que tudo. O filme Maria Antonieta (Marie Antoinette, 2006) dirigido por Sofia Coppola e recém chegado ao Brasil não só impressiona o público com a imagem de uma rainha revolucionária e moderna, mas também com a trilha sonora que embala o enredo.

Com 26 faixas, o cd duplo da trilha musical do filme vai do erudito ao eletrônico, fundindo rebeldia e autenticidade, reprodução assídua do comportamento da rainha em questão – o que nos faz questionar como seria a corte francesa embalada por sinfonias clássicas e o bom e velho rock’n roll ao mesmo tempo.

Os anos 80 e a fase pós-punk reunidos à batidas eletro do século XXI possibilitam com maestria a mesclagem de séculos distintos. The Strokes, com a maravilhosa What Ever Happened (faixa inicial do ótimo álbum Room on Fire) não deixa nada a desejar, seguido dos indescritíveis The Cure, New Order e Siouxsie and the Banshees, que postumamente me recordam a minha infância musical do final dos anos 80.

Porém, os mais puritanos que possam reclamar dessas faixas “modernosas” de toque underground num filme do século da vovózinha podem se deliciar com algumas faixas dedicadas ao requinte da época. Apesar de serem apenas 8 num cd com 26 músicas pertencentes ao filme, são representadas com maestria principalmente com Vivaldi em Concerto in G,e outros nomes como Domenico Scarlatti e Dustin O'Halloran.

5 comentários:

Paula Miguel disse...

Mandou MUITO, Cintiãooo...me senti lendo a coluna musical da Vejaaaa...! =]
Quero mto ver esse filme.

Um beijão! =*

Gustavo Henrique disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gustavo Henrique disse...

Poder juntar Sofia Coppola com Strokes é sensacional. adorei o que minha namoradinha escreveu, a música
What Ever Happened se encaixou perfeitamente com o filme, procurei no youtube isso http://youtube.com/watch?v=3-FdPEF2hU0
todo glamour daquela época ao som de um bom e velho rock! yeah yeah

Clá disse...

Nossa, agora quero muito ver o filme e reparar na trilha!
Parabéns Cintia...
Bjao
conscientize-se: www.usoconsciente.blogspot.com

Sabrina disse...

O filme deve ser bom, mas Strokes???

Só vc e a IG...

Mas escreveu bem, viu!!!