quarta-feira, 21 de março de 2007

G = Sol Maior


Música!

Falar de música no Brasil? País em que o cd de um padre foi o mais vendido no ano passado. Longe de mim, criticar a religiosidade do povo brasileiro, até porque o Papa está chegando e os católicos já ensaiam o coro: “Bento, bendito que vem em nome do Senhor”.

Cânticos são músicas!

Mas infelizmente dessa vez o Papa não é pop.

Voltando ao padre, essa alta vendagem do cd “Minha Bênção” não significa que as músicas dele foram as mais ouvidas do último ano, pois essa tal de internet nos proporciona “baixar” qualquer música do planeta. Milagre?

Assim fica difícil contar as músicas compartilhadas, ou depois repassadas pelo msn. E quem falou que as melhores são as mais ouvidas?
Como diria os Titãs o que vemos é “a melhor banda de todos os tempos da última semana”.

Por isso estamos aqui. Calma. Não é por uma causa santa, muito menos para divulgar os sites de download musical, mas sim para dividir um pouco da melhor invenção não inventada pelo homem: MÚ-SI-CA!

Pode ser Brega, pode ser Pop, pode ser Rock, pode ser Erudita, pode ser Clássica, pode ser Sertaneja, pode ser MPB, pode ser Samba, pode ser Rap, pode ser Forró e tantas outras segmentações.

O importante é não desafinar, e sempre cifrar as palavras que informarão sobre shows, cds, trilhas e algumas surpresas. Ouviu? Não? Então aumenta o volume, meu!

E quanto ao padre? Quanta sorte, pois as beatas ainda não descobriram o download! Sorry mãe!

3 comentários:

Vica Prestes disse...

não vale desafinar? tadinho, do pobre tom jobim. só privilegiados têm ouvido igual ao seu, eu possuo apenas o que o Kazaa me deu... se você insiste em qualificar, meu comportamento de anti-musical, eu mesmo sentido devo argumentar, que isso é pirataria, o que é muito natural. o que você não sabe, nem sequer pressente, é que o Papa também tem coração, e por isso vai excomunhar o padre marcelo e dar entrevista no faustão, orrrrra, meu!

Silvia Song disse...

nhaaaaccccssssss...padres.

Desculpa, mas de religiosa eu acho que não tenho nada. Mas tem gosto pra tudo,né?!

E que venha o papa! Do ladinho daqui! Quer um lugar? Só 50 reais a hora! ;)

Besos

Rafael Zito disse...

quanto ao um padre vender mais cd, realmente inesperado. Mas fz o q, coisas do Brasil. Uma coisa a destacar: é um absurdo num país onde a maior parte da população convive com dificuldades financeiras, os CDs custarem tão caro. Música é cultura, e cultura tem de ser livre e de facil acesso.

frase pra essa questão: "Contra Burguês, baixe MP3". Teatro Mágico na cabeça!